Páginas

~ 25.2.10 ~


Bateram em minha porta, não quis atender,
pensei que fosse a solidão querendo me aborrecer, 
bateu uma, duas vezes, porém não insistiu. 
Desceu as escadas e para sempre sumiu. 
Sumiu dizendo essas palavras fatais:
"Eu era felicidade e não voltarei jamais"
                                            
                                                           Tati Lemos

23 comentários:

  1. Como sabes? Há muitas felicidades; garanto-lhe que ainda baterão em vossa porta... ;)

    Bjo guria!!!

    ResponderExcluir
  2. Ô bem, num foi dessa vez, mas ela ainda virá e muito, certo? Nesse momento você pode não estar feliz, mas creio que você será muito feliz!!

    Beijinhos, flor <3

    ResponderExcluir
  3. é...a felicidade foi frustrada por uma desconfiança...(desconfiança fajuta ne?)

    http://guilg7.blogspot.com/

    vlw

    ResponderExcluir
  4. Felicidade é questão de momento; ela sempre baterá à sua porta. Tô seguindo, tá? Belo blog ♥ :*

    ResponderExcluir
  5. Se preocupa não querida... ela volta... ela só tá fazendo manha pq acha que foi rejeitada mais ela volta!
    :D


    bjos

    Adoroooooooooooo muito vc!

    ResponderExcluir
  6. Temos sempre de arricar...
    Adorei o poema!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Que lindo :)
    Mas quem sabe ela nao volta de novo?

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Ah, que bom que pensa assim né Tati ?
    Se ele for grande mas de qualidade, pra mim tudo bem.
    O único problema é que acho que pra chegar á qualidade vai demorar um pouco. rsrsrs.

    Bjos*

    ResponderExcluir
  9. Este é um ótimo poema, simples e forte, cheio de verdade. Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Esse nosso medo às vezes torna
    o simples tão difícil de compreender.
    Mas calma, a felicidade é insistente!
    Ela sempre bate em nossa porta e a única coisa que precisamos fazer é abri-lá.
    Beeeeijos flor!

    ResponderExcluir
  11. ela se faZ de dificil, mais sempre volta ;D

    ResponderExcluir
  12. A Felicidade há de bater na sua porta novamente, basta esperar :D
    Beijinhos e abraços! :D

    ResponderExcluir
  13. Retribuindo sua visita! :*
    Que bom que gostou, beijinhos.

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
  14. Ah, sempre imprevisíveis esses sentimentos. Nunca saberemos quem bate a nossa porta, a não ser que olhemos, huh?
    E é claro que a felicidade volta :D

    Linda poesia, queria eu saber rimar assim.

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  15. por isso as oportunidades devem ser aproveitadas :)

    ResponderExcluir
  16. É claro que volta...sempre volta!

    Obrigada pela visita...volta sempre!

    beijos....te seguindo!

    ResponderExcluir
  17. Quando ela bater novamente abraaaaaa

    Bjussss

    ResponderExcluir
  18. Omg! Que fotos liindas no seu blog, moça *-*
    Amei aqui. Texto lindo tbm!
    Se quiser, dá uma olhadinha no meu *-*
    http://apenasummontedepalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Fiquei arrupiada rs
    Parabéns pelo blog, tá perfeito *-*

    ResponderExcluir
  20. Que pena que não atendestes,mas com certeza ela baterá a porta outra vez.
    Abraços, parabéns pelo belíssimo blog poetisa

    ResponderExcluir
  21. Hummm...forte isso, hein? às vezes acontece mesmo, ao menos para nos deixar mais "espertos"...

    []s

    ResponderExcluir
  22. Eu acredito que muitas vezes, a felicidade bate na nossa porta sim, e a gente deixa escapar, mesmo sem se dar conta.
    Mas acredite: Ela volta...e muitas e muitas vezes!
    Lindoooooooooooo seu blog!
    Um abraço!

    ResponderExcluir

22, leonina, estudante de Recursos Humanos, feminista, louca, exagerada, dramática, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante, cinéfila, MPB, paz e amor e viciada em café.

 
Por ti, pra ti © todos os direitos reservados :: voltar para o topo