Páginas

~ 29.4.10 ~

Desde pequena, quando em filmes ou em festas que eu via palhaços, sempre tive a impressão de serem pessoas felizes. Acho que talvez pela maquiagem colorida, a roupa, a voz engraçada e o jeito estranho de falar.
Palhaços? Para mim eram criaturas de um outro lugar, me faziam sonhar, jamais passou pela minha cabeça de que ali em baixo de toda aquela produção existia uma pessoa comum, uma pessoa que também sonhava. As vezes eu acho que é assim com as pessoas, até comigo. Pomos uma produção toda para ocultar nosso lado triste, pomos um disfarce, uma máscara para não mostrar-mos nossa dor e deixamos para depois chorar-mos sozinhos, sem que ninguém veja. 


Obs: Fiz este texto depois de refletir sobre o que a psicóloga me disse em minha primeira consulta. Ela perguntou o que eu queria ser, eu à disse -Antes queria muito ser psicóloga também, mas agora quero letras (inglês), ela me olhou e perguntou: -Mas porque desististe da psicologia? E eu: -Ah não tem haver comigo, é porque eu ja tenho problemas de mais, então como poderei ajudar pessoas? Ela riu e disse: -Mas Tati, nós psicólogos também enfrentamos problemas querida! Eu por exemplo também tenho dias de stress...

Tati Lemos

19 comentários:

  1. Ai, ai, ai
    Eu morro de medo de palhaço, é a coisa que eu mais tenho medo no mundo!

    ResponderExcluir
  2. Selinho pra ti no meu blog!

    bjos
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi tem um selo para você no meu blog
    Voce está entre os blogs que eu mais admiro...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Lindonaa.. tem selinho pra vc no meu blog..

    ResponderExcluir
  5. eu amo palhaços...sempre gostei...
    mas o ser humano nao é alegre 24hrs por dia..bom se fosse...
    adorei o que sua dr. disse eheheh...

    beijos lindo blog to seguindo

    ResponderExcluir
  6. verdade.


    mais Letras também é bom.
    eu garanto, rsrsrsrs.


    beijo moça,
    obrigada pela doce visita :)


    cuide-se!!! :)

    ResponderExcluir
  7. Nunca consegui rir com as piadas e as brincadeiras dos palhaços #comofaz? HAUSDHUSHDF.

    Lindo teu blog *-*
    Te seguindo.

    ResponderExcluir
  8. Tati, obrigada pelo carinho viu adorei, bjs!!

    ResponderExcluir
  9. Tem selinho lá no blog pra ti flor.

    ResponderExcluir
  10. Tenho um amigo que morre de medo deles! hahaha

    Gostei daqui!
    Te sigo agora! ;)

    Beijos, moça!

    ResponderExcluir
  11. Ótimo texto...

    Meu sonho é fazer psicologia...se

    voce gosta do curso não desiste,tá?

    Eu já me pintei de palhaço é muito

    legal,tem algumas crianças que

    gostam

    e outras que morrem de medo...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Eu tbm já pensei em fazer psicologia e as pessoas me disseram a mesma coisa. 'Se eu não me entendo como vou entender as pessoas?'

    Mas não desista viu!!

    Adorei seu blog, estou lhe seguindo :)
    Bjoo

    ResponderExcluir
  14. às vezes a gente pensa que só a gente tem problemas e esquece que os outros também sofrem...
    mas é altamente normal, querida.
    ih... eu já quis ser tanta coisa, até psicóloga, acredita?
    é uma profissão linda, mas muiiito complicada.
    beijão, flor.

    ResponderExcluir
  15. maravilha de texto Tati querida.
    Sempre gostei da alegria dos palhaços, e ria muito com eles, mesmo que a minha tristeza estivesse escondida dentro de mim.

    PS: Tbm ia fazer na época pisicologia rs, mas mudei o rumo e fui pra área da enfermagem. de alguma forma, as duas áreas ajudam as pessoas né?
    Um grande abraço flor!

    ResponderExcluir
  16. Os palhacos tb amam, sofrem neh?
    Muitas vezes nos somos palhacos sem pintura ;D
    Eu nao escondo qdo estou triste, so tento nao passar pra outras pessoas.
    Eu ja tive medo de palhacos, hj em dia acho lindo.
    E eu ja quis ser psicologa tb, mas desisti! letras eh legal, boa sorte pra vc ;)

    bjos

    ResponderExcluir

22, leonina, estudante de Recursos Humanos, feminista, louca, exagerada, dramática, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante, cinéfila, MPB, paz e amor e viciada em café.

 
Por ti, pra ti © todos os direitos reservados :: voltar para o topo