Páginas

~ 6.8.11 ~

Deixe que alma tenha a mesma idade que a idade do céu.
Paulinho Moska


Como segundo alguns de meus queridos leitores e grandes escritores também, a gente continua a mesma pessoa. Eu continuarei a ser essa menina de sempre, fazendo birra pra acordar cedo, mesmo que acordar cedo me dê um pensamento bom, o pensamento e a vontade de acordar, tomar meu banho, me arrumar toda bonita e mostrar essa guria espetacular que existe aqui dentro e provar pra algumas pessoas que por incrível que pareça eu sobrevivi a algumas quedas sim. Continuar a mesma boba de sempre fazendo palhaçada, imitando personagens da Zorra Total "Ai, como eu sou bandida". A mesma emocionada que chora em todos os filmes de amor, e os de tragédia também e pode até olhar o Titanic quinhentas vezes, mesmo assim se emociona. A mesma dorminhoca que tira o sono atrasado da semana durante o domingo e é capaz de hibernar o domingo inteiro. A mesma louca de sempre, que quando briga com os pais ou vê esses brigando sente vontade de ir embora, pra bem longe. A mesma apaixonada que faz de tudo pra ser amada, que acredita que males vem para o bem, que mesmo ja tendo se decepcionado continua seguindo em frente e não pensa de jeito nenhum em vingança. A mesma envergonhada de sempre que fica vermelha quando percebe que está cantando musica alta dentro do ônibus,  que sonha e deixa seus olhos brilharem diante dos outros ou que fica sorrindo olhando pro céu. A mesma chorona de sempre que não pode escutar reação em cadeia que vem ao pranto antes de começar a letra. A mesma justiceira de sempre que não pode ver nenhum animal sendo maltratado, não pode ver lixo sendo jogado no chão e muito menos os ladrões de colarinho branco se passando por boas pessoas. A mesma leitora preguiçosa que muitas vezes por mais interessante que seja o livro e/ou texto não lê por preguiça. A mesma sonhadora que mal fecha os olhos e ja se vê lá na frente, uma grande jornalista competente e inteligente. A chocólatra de sempre que come duas barras por semana, uma branca e uma preta. A mesma mentirosa que promete assistir a tela quente e nunca consegue por ser segunda-feira e por ter muito sono depois da escola. A mesma batalhadora que trabalha o dia todo, estuda a noite, faz curso pré vestibular aos sábados e ainda assim consegue um tempinho para ser feliz. A mesma baixo estima de sempre que acha que ninguém vai querer ela, por usar óculos e agora aparelho e por ter pneuzinhos na barriga enquanto tem muita mulher bonita por ai dando sopa e toda turbinada. A mesma indecisa e medrosa, que nunca consegue expressar o que realmente sente, que por esses motivos ja perdeu amigos, paixões e por esses mesmos motivos continua a escrever, como escreveu Clarice "Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever".


Tati Lemos

18 comentários:

  1. Ooooowww...que lindeza!

    Conserva sim, flor, conserva tudo de bom e de bonito que tem aí, viu?

    =)

    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  2. Não deveríamos nunca deixar nossa essência desaparecer...

    ResponderExcluir
  3. Que lindo tati!
    E que vc continue sendo sempre assim: vc mesma! autentica! sem deixar os outros ou circunstancias te mudarem!

    Nao te conheco pessoalmente, mas da pra ver a sinceridade do seu texto e o quanto vc eh linda por escrever tudo que escreveu!

    Beijos!!!! Bom domingo.

    PS: eu tb adoro nao fazer nada no domingo.. eh o dia oficial da preguica :}

    ResponderExcluir
  4. Lindo, lindo, mil vezes lindo!

    Tati, que você continue a mesma menina de alma e palavras doces.

    um cheiro*

    ResponderExcluir
  5. Palavras de um belo sentir Tati! Continue sempre sendo esta menina especial.

    Um Beijo e obrigada por seu carinho.

    ResponderExcluir
  6. Méu anjo tambem gostei do seu blog, muito obrigado pelo sweu comentário volte aver estou sempre a escrever coisa nova
    jocas doces

    ResponderExcluir
  7. Oi Tati, a essência é a base de nos :)

    Obrigada por seguir, seu blog é lindo :)

    ResponderExcluir
  8. Eu espero me manter sempre assim,feliz contente,aproveitando cada detalhe da vida,indepndente de ser para determinada idade,ou bonito ou feio!..apenas vivendo! sempre!

    ResponderExcluir
  9. Podemos achar que mudamos , alguns ate realmente mudam , mas o que está dentro de nós que nos define , continua sempre o mesmo
    seguindo aqui ,adorei o blog , bjo :*

    ResponderExcluir
  10. Muito bom o seu post. Curti muito!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Arrazou linda, devemos conservar tudo que nos faz bem, que nos motiva, tudo de lindO *-*


    beijos
    http://bruhworspite.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Ah, nunca deixe de ser assim mesmo (:
    "pode até olhar o Titanic quinhentas vezes, mesmo assim se emociona" Eu sou assim também rs. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Tati, a cada dia vc descreve nossos sentimentos. Lindo!
    Deve ser "sina poética" de toda Tati, não?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  14. que bom !!!
    essa pluralidade é que te faz incrível...

    beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  15. Oiii,,, que linda você ^.^
    gostei do post *__*
    beijos

    ResponderExcluir
  16. Sabe quando você lê um texto e se pergunta o porque de não escrito antes? Pois é..

    ResponderExcluir
  17. Sonhei com uma estrela do céu
    Sonhei-a vivendo no meio do Mar
    Sonhei com a verdade de uma palavra
    Soletrei sete vezes a palavra amar

    Neste sonho vi uma árvore triste
    Pensei em sete coisas impossíveis de fazer
    A primeira era voar com as nuvens
    A ultima sobre as águas de um Lago correr

    E vi pássaros de cores nunca vistas
    Refulgentes lírios de ouro de lei
    Apenas uma hortênsia me pareceu ali perdida
    Vi palpitantes borboletas e o coração calei

    Mágico beijo

    ResponderExcluir

22, leonina, estudante de Recursos Humanos, feminista, louca, exagerada, dramática, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante, cinéfila, MPB, paz e amor e viciada em café.

 
Por ti, pra ti © todos os direitos reservados :: voltar para o topo