Páginas

~ 23.1.12 ~

"Se lembra quando a gente, chegou um dia acreditar.... Que tudo era pra sempre, sem saber que o "pra sempre" sempre acaba."
Cassia Eller

Seu moço, eu fui tão boba de deixar você entrar aqui na minha vida e brincar de ciranda comigo, de escorregar no arco-íris e de tomar banho de chuva, mais boba fui quando te deixei ir embora, sabendo que você não voltaria, sabendo que eu sentiria dor e que essa dor seria permanente na cabeça e no coração. Hoje eu olho o céu e lembro de teus olhos, olho o jardim aqui de casa e sinto teu cheiro em meio as flores, por que teu sorriso tinha cheiro de tulipa, teu abraço tinha toque de margarida, e as borboletas? Só restam borboletas no meu estomago agora.

Tati Lemos

12 comentários:

  1. Ah, Tati... é tão o que sinto agora.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que na verdade o pra sempre nao existe, existe o bom de verdade pra gente.

    Sei que agora nao eh hr de falar isso, pois ja senti essa dor e sei como eh! mas sei tb, que passa! e se nao ficou e pq nao tinha que ser flor :/


    Qdo for "O" moço certo, ele ficara ;)

    Beijos! boa semana!

    PS: preciso da sua ajuda na minha pesquisa de opiniao tati :~ dps da uma olhadinha la! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Fica assim não, Tati. Quando a gente está amando achamos que nunca iremos encontrar alguém tão especial quanto esta pessoa, e que nunca iremos amar igual, e quando acaba, achamos que esta dor não vai ter fim. Mas o tempo passa, a dor vai embora, e conhecemos pessoas melhores, que não vai nos fazer sofrer, muito mais especiais e que realmente valem a pena.

    Ufa! acho que falei demais, rs.

    Beijoo

    ResponderExcluir
  4. Uuau um post leve, gostoso de ler, de um romantismo delicado, de mocinha bem comportada, adorei, aliás gosto muiiito de passear aqui, pra vbc bjos, bjos e bjosssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Tati, aquele texto foi pro meu avó, e eu fiz quando aquele moço que eu já te falei sobre rs, me disse que o meu avô ainda me ouvia, então soltei as palavras. Já com o meu pai não posso nem consigo ter o mesmo carinho, ele nunca me tratou como filha, não vejo ele vai fazer um ano. Enfim, somos parecidas até nas tristezas rs, Um bj doce, doce, doce, doce, doce, doce, doce. Repeti pra dá mais sorte ;)

    ResponderExcluir
  6. Querida Tati, acredite que tudo que se perde seja o melhor destino. Que a dor é transitória mas o bem (sim, a dor pode e deve ser um bem) é permanente. E é assim que nos forjamos em algo maior e melhor, para que quando encontrarmos nossa verdadeira contraparte saibamos estar preparados e agradecidos. É o que espero... é o que te desejo. Do amigo, Moran

    ResponderExcluir
  7. Tati , lembrei da musica do capital ,

    " Tudo que vai
    Deixa o gosto, deixa as fotos
    Quanto tempo faz
    Deixa os dedos, deixa a memória"

    e quando for verdadeiro vai ser
    seu pra sempre !!

    Bjo grandeee :)

    ResponderExcluir
  8. O pra sempre sempre acaba. Sabendo disso, é necessário que vivamos o agora e que aproveitemos o máximo as oportunidades do hoje. ;)

    PS: Essa música não é da Eller, é do Renato Russo.

    =*

    ResponderExcluir
  9. Um dia essas borboletas voam, é só deixa-las livres pra isso... :)

    ResponderExcluir
  10. "todo romance tem princípio e tem fim." Cartola

    Triste demais isso.

    ResponderExcluir
  11. Tati, temos que entender que tudo que se perde é o melhor destino. Uma vez que passou, só nos resta seguir em frente, tendo o cuidado de não sobrecarregarmos nossos porões de pesos desnecessários. Guarde apenas o que foi bom, descarte o que não te fez bem, e siga confiante que o amanhã te reserva algo melhor. Um grande abraço do amigo, Moran

    ResponderExcluir

22, leonina, estudante de Recursos Humanos, feminista, louca, exagerada, dramática, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante, cinéfila, MPB, paz e amor e viciada em café.

 
Por ti, pra ti © todos os direitos reservados :: voltar para o topo