Páginas

~ 23.2.12 ~

           A vida da gente é um acaso ( 5º capitulo)


Faltava 15 para o meio dia, havia se passado bastante tempo e eu nem vi ele passar, pois você estava ali, pois a gente estava ali. Você ria, e falava palavrão, desejava não ter ido naquele sábado, eu joguei as minhas pastas no chão e sentei em cima delas, você ria de um jeito tão bonito que dava vontade de ficar o dia todo olhando pro teu sorriso, eu achava lindo quem ria com covinha na bochecha e o seu sorriso era assim. Outra hora você perguntou minha idade me chamando de Elisa, eu te olhei com uma expressão bravatriste e você franziu a testa, "o que foi Elisa?", "meu nome é Alice, não Elisa!" você riu nervoso e pediu desculpas. Conseguiram finalmente nos tirar do elevador, esse finalmente é que foi triste, por que como disse, queria ficar ali o dia todo se pudesse. Fomos para nossos andares, mas antes você apertou minha mão, me olhou bem no olho e disse "foi um prazer Alice!" eu juro, e ainda lembro até hoje, foi naquele instante que você gostou de mim, não sei porque, mas o seu olhar dizia que você ja me amava. Eu achei que estava ficando louca por que você nem me conhecia até então. Depois disso eu não conseguia mais trabalhar, meu pensamento era só você e nós no elevador, bem que poderia ter sido como nos filmes, quando a gente fosse beijar o elevador abrisse, mas não o elevador abriu justamente quando você esqueceu meu nome e em alguns dias você iria me esquecer também.

                 Depois do almoço você bateu na minha sala e eu fiquei tão surpresa com isso, você riu e disse que tinha descido até aqui por que não sabia meu ramal, eu ri também e disse "sim! O que você precisa?", você me convidou pra tomar um sorvete, não era nem tomar, era comer e de colher, você estava com a blusa pra fora das calças e a gravata quase soltando quando vi o imenso pote de sorvete na sua mão e duas colheres. Resmunguei "Você ficou louco?", olhei desesperada para o corredor e perguntei se você tinha bebido no almoço ou algo assim, e você disse que era feliz só isso. Você me puxou pela mão e fez um sinal com o dedo "pxi!" pra mim ficar em silêncio, eu fiquei e você me levou até o terraço, lá era lindo, eu nunca tinha ido lá antes. Sentamos e você começou a comer o sorvete de colher e eu também segui teu exemplo, você disse que havia tempo que não fazia aquilo, e que mesmo sendo sábado e estando um sol lindo para aproveitar a praia você adorava estar ali comigo, e você revelou coisas que eu suspeitava desde o principio, "Alice, todo dia eu te via passar, eu sou um idiota nunca te cumprimentei, nunca puxei assunto com você, e hoje dentro daquele elevador a gente se deu tão bem, você tem uma risada tão bonita, Alice eu nunca me senti tão feliz como hoje, é sério. Não fique pensando que é cantada ou algo do tipo, fazia um tempo que eu estava me sentindo depressivo e um merda e hoje você falou tantas coisas legais naquele elevador que me fez rir e esquecer essa paranoia." Deu vontade de chorar e deu vontade de dizer o mesmo, mas me contive. Cada colherada de sorvete que eu ingeria era um pensando bobo que tinha a seu respeito, "Será que eu encontrei o amor da minha vida, e será que eu sou também o dele, afinal olha só o que ele achou de mim!", "Ai, será que tu digo que ele é o cara que dispara o meu coração!?", "Ai, porra eu tenho um relatório pra deixar pronto na mesa do chefe na segunda" lembrei disso e sai correndo, te deixei com as duas colheres e você com a boca cheia ficou me olhando e franzindo a testa de novo.

Tati Lemos

21 comentários:

  1. Cada capítulo me surpreendo. E nesse eu quase chorei! hahaha
    Por favor, quero o próximo *-* hihi

    http://fugaadarealidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Volta volta! Eles foram feitos um para o outro! Que lindo, a cada dia gostando mais dos capítulos. Eles estão surpreendendo. Ameeeeei *_*
    Vc é mto talentosa querida, seus textos são super cativantes. Grandes beijos e volte sempre =D

    ResponderExcluir
  3. Bom, eu vou voltar e comentar com mais calma, porque não li... Mas estou sem net em casa, com tudo eu atualizei o blog e logo mais volto pra comentar no post. Mas espero que o casal tenha tido bom recomeço depois do elevador e do dialogo.

    Até.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Tati, fico feliz que tenha gostado do blog, te espero mais vezes por lá também :}
    Um beijão

    ResponderExcluir
  5. Oi Tati , me simpatizei muito com o blog estou seguindo *-*

    Parabéns pelo texto


    http://rascunhosperdiidos.blogspot.com

    beijos .

    ResponderExcluir
  6. Amo o filme, e estou adorando vir aqui ler cada trechinho da história.;D

    Beijos, Fernanda

    ResponderExcluir
  7. Tive de vir atualizar minhas leituras pra nao ficar perdida...rsrss...bjss...to adorando!

    ResponderExcluir
  8. Olá linda *_*
    Obrigada pelo carinho e apoio com o meu blog. Seu blog me encanta demais com seu talento, grandes beijos =D

    ResponderExcluir
  9. Hoje parei pra ler seu post... E nossa e eu achei lindo. Acho que acontece muito isso, de deixamos passar coisas do tipo por medo ou vergonha, e graças a deus que acontecem situações como ficar em um elevador para nos disperta.

    Eu acho que esse casal vai acabar juntos no final, torcendo muito pra isso.


    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. eu acho essa parte , uma das melhores partes , a descoberta do sentimento , e quando se descobre assim juntos , tem um sabor todo especial .

    Aguardando ...

    Bjos ( desculpa a demora)

    ResponderExcluir
  11. ahhhh, nao acredito que deixou ele lá.... aiaiaiaiiiiiiiiii

    to adorando isso, continuaaaaa.

    beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. linnndo , descobri seu blog hoje por acaso , adorei e claro estou seguindo

    ResponderExcluir
  13. Aiiin que lindo Tati,
    a história tá cada vez mais Perfeita.

    Fico presa do começo ao fim do post, imaginando cada cena.

    Já tô esperando os próximos capítulos.

    Parabéns viu moça.

    Beijo
    Além das Palavras (umpoucodemimsm.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  14. Quando a gente se depara com o que mais queríamos é impressionante como a gente faz tudo diferente do que tínhamos planejado. ;( Só assim que a gente percebe como o coração é louco. ;)
    Ameiiii essa continuação! Tá tão linda essa história! ^^
    E obrigada pela visita! ;)
    Volte sempre.

    Beijo :D

    ResponderExcluir
  15. A espera de um romance é sempre ansiosa.Torço pelo final feliz.

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  17. Nossa eles nunca vão conseguir um tempo juntos sem interrupções ou esquecimentos!?
    hahaha

    =*

    ResponderExcluir
  18. To começando a acompanhar esses capítulos hahaaha Muito bom, desculpa o sumisso, a vida anda corrida tati.um beijo

    ResponderExcluir
  19. Minha querida Tati.
    Reverencio a ti neste dia, e que todos nós que proporcionamos momentos agradáveis aos nossos leitores sejam abençoados.
    O Poeta deixa ao longo de seus dia, alegria, emoções e o bálsamo da alma.
    Um grande abraço
    Edison

    ResponderExcluir
  20. Tive que voltar e ler desde o inicio! Adoooro histórias continuadas, o mal que está me deixando ansiosa!
    Boa iniciativa!!!
    bjss

    ResponderExcluir
  21. A tua história fez meu dia ficar mais bonito :) bjs e continue por favor cof cof.

    ResponderExcluir

22, leonina, estudante de Recursos Humanos, feminista, louca, exagerada, dramática, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante, cinéfila, MPB, paz e amor e viciada em café.

 
Por ti, pra ti © todos os direitos reservados :: voltar para o topo